Drenagem Linfática e seus benefícios



Um dos procedimentos estéticos mais conhecidos e procurados é sem dúvidas a Drenagem Linfática. Mas você sabe para que ela serve e quais são seus benefícios?

Para entender melhor sobre essa técnica temos primeiro que falar um pouquinho a respeito do sistema que ela trabalha, no caso, o sistema linfático. Já fiz um post detalhado sobre esse sistema (para ler clique aqui!), mas farei um breve resumo do que se trata aqui.
O sistema linfático é uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo. Possui uma rede de vasos linfáticos, distribuídos pelo nosso corpo, um pouco parecido com o sistema circulatório, só que dentro dos vasos linfáticos circula um líquido que se chama linfa.

A linfa tem um aspecto viscoso e amarelado, ela é rica em proteínas, glóbulos brancos, microrganismo, células mortas, células sanguíneas e pode também carregar bactérias e toxinas.
Assim como o sangue, realiza trocas metabólicas com as células e em seguida é recolhida pelos vasos do sistema linfático, retornando aos gânglios.
Já os gânglios linfáticos, ou linfonodos, são encontrados em todo o corpo. Eles são parte importante do sistema imunológico. Sua função é ajudar o corpo a reconhecer e combater germes, infecções e outras substâncias estranhas. É para eles que a linfa recolhida dos vasos é direcionada para ser filtrada. 
 


A função da drenagem linfática é retirar a linfa que fica acumulada entre as células, o que pode ser ocasionado por um retardo da pessoa na produção da linfa, por exemplo, ou por dificuldades da absorção por parte das células. Com essa estimulação, há a diminuição do inchaço e melhora da celulite. O procedimento melhora também a circulação em geral e relaxa o corpo.
 
Mas, diferente do que muitos pensam/dizem por aí, a drenagem linfática não emagrece! Ela vai ajudar a reduzir medidas por diminuir o inchaço e auxiliar na  eliminação de toxinas do corpo. Mas para obter resultados mais efetivos será necessário abordar hábitos saudáveis, como uma alimentação balanceada e prática de exercícios físicos.

A drenagem linfática costuma ser muito indicada também durante a gravidez, já que a retenção de líquidos é uma das características mais marcantes nesta fase da vida da mulher. Isso acontece por que para dar conta do novo ser que está sendo gerado, o corpo da mãe aumenta o volume sanguíneo em quase 50%, fazendo com que os líquidos dos capilares transbordem, causando o inchaço. Quando este líquido extravasa para o corpo em grande quantidade, o organismo sozinho não dá conta de coletar e eliminar, é aí que a drenagem auxilia. Grávidas podem dar início ao procedimento a partir do 3º mês de gestação com prescrição médica. 
 

As manobras da drenagem linfática manual devem ser realizadas em toques suaves para que seja possível alcançar os líquidos retidos. Quando é feita muita pressão ocorre a obstrução dos vasos desses líquidos, e não se obtém resultado nenhum. Portanto, a dica é fugir das "drenagens" fortes e doloridas.
 
A massagem deve ser leve e relaxante, mas tem contraindicações, identificadas por meio de uma avaliação profissional. É o especialista que dirá se você pode ou não se submeter ao tratamento. Não é necessária prescrição médica, exceto nos casos de drenagem para gestantes, pós-cirúrgico ou mastectomia, que são casos específicos.

A drenagem linfática deverá ser realizada por um profissional qualificado, esteticista, fisioterapeuta ou ainda um terapeuta apto para a massagem.

Ainda vou abordar mais sobre drenagem linfática aqui no blog, hoje foi apenas uma introdução. Vamos falar da sua origem, diferentes técnicas, mitos e dicas! Fiquem atentos e acompanhem as próximas publicações! 

Obrigada por sua visita, voltem sempre! :)
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário